Maranhão

Amigos e AMATRA/MA fazem ato para que morte de travesti seja investigada

Nesta quarta-feira (22), está marcado para acontecer o ato popular ‘Quem matou Lara Vinny?’, às 16h, na Praça Nauro Machado, no Centro. Organizado por amigos da vítima e pela Associação de Travestis e Transexuais (AMATRA) do Maranhão, a reivindicação é pressionar autoridades competentes a investigar o assassinato de Lara Vinny, morta no último sábado (18) em São Luís.

“Queremos uma resposta sobre o assassinato da jovem Lara Vina, cruelmente assassinada com requintes de crueldade e, até agora, não temos nenhum suspeito de quem tenha feito essa barbaridade“, explica a presidente da AMATRA-MA e representante do Fórum Nacional de Pessoas Trans Negras (Fonatrans).

“Através do ato, a gente pretende mobilizar e tentar provocar para que seja investigado e seja dada uma resposta para todo mundo que espera por justiça. (…) Para que não seja mais uma de nós que foi morta e esquecida por falta de interesse dos órgãos de segurança pública em investigar o autor e a motivação do crime“, pontuou.

O caso

A travesti Lara Vinny foi assassinada a facadas no último sábado (18) na Avenida dos Portugueses, perto da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), área Itaqui-Bacanga. Antes de morrer, a vítima foi vista conversando com um homem.

Testemunhas ouviram gritos e Lara foi encontrada ainda com vida, apesar dos golpes. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado, mas ela não resistiu. Até o momento, a polícia não tem suspeitos.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *