Maranhão

Na primeira reunião de 2022, CPI do Transporte Público tem foco em documentos na SMTT

Nessa terça-feira (04), a Câmara Municipal de São Luís realizou realizou aquarta reunião ordinária da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga irregularidades no sistema de transporte público da capital. Dos 3 depoimentos que estavam agendados, somente dois convidados compareceram.

Nessa que foi a primeira reunião de 2022, foram ouvidos Manoel Cruz, consultor técnico da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), e José Luís Medeiros Filho, ex-presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET), representando as empresas de transporte público.

Quem também também tinha previsão de ser ouvido pelos membros da CPI era Isaías Castelo Branco, presidente do Sindicato dos Rodoviários, mas ele alegou que não foi comunicado sobre a reunião de ontem.

Durante a reunião, os parlamentares solicitaram esclarecimentos referentes à licitação realizada em 2016 e aos contratos de concessão aos empresários que operam o sistema de transporte de São Luís.

Os convidados responderam, dentre outros questionamentos, sobre como a SMTT fiscaliza o cumprimento das obrigações contratuais por parte das empresas; o desequilíbrio financeiro do sistema; o impacto da pandemia para as condições do transporte; os critérios considerados para definir o valor total da licitação; a operação do sistema de bilhetagem; a manutenção dos terminais de integração; e possíveis soluções para possíveis irregularidades no sistema de transporte público.

O vereador Álvaro Pires (PMN), relator da CPI, informou que solicitará dados oficiais junto à SMTT. “Para que possamos começar nosso relatório, precisamos, de fato, ter acesso aos números. Vou, pessoalmente, solicitar esses números à SMTT e divulgar nas minhas redes sociais nos próximos dias”, disse o parlamentar.


A reunião desta terça-feira foi conduzida pelo presidente da CPI, vereador Chico Carvalho (PSL). Participaram também o relator da comissão, vereador Álvaro Pires; vereador Octávio Soeiro (Podemos), secretário do colegiado; Jhonatan Soares, co-vereador do Coletivo Nós (PT), que é o vice-relator da CPI; além do vereador Astro de Ogum (PCdoB) e dos co-vereadores Eni Ribeiro e Flávia Almeida, do Coletivo Nós (PT).

A comissão voltará a se reunir na próxima terça-feira, 11, às 9h, para ouvir Gilson Neto, proprietário da empresa Ratrans; Israel Petrus, secretário adjunto da SMTT à época; e Isaías Castelo Branco, que voltou a ser convidado.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *