Maranhão

Covid-19: Flávio Dino decreta estado de calamidade pública no Maranhão

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), decretou estado de calamidade pública em todo o estado do Maranhão por conta do aumento dos casos de Covid-19. O documento foi publicado na última segunda-feira (3), um dia antes de Dino ser diagnosticado com o vírus.

O decreto nº 37.360 considera “o atual momento da pandemia, com o surgimento constante de novas variantes”, Delta e Ômicron, o acúmulo de mais de 370 mil casos e 10 mil óbitos ocorridos em decorrência do vírus no Maranhão até o dia 31 de dezembro de 2021 e o elevado número de pessoas contaminadas pela Covid-19 no estado.

Em relação a ações que serão tomadas, o documento diz que “as medidas sanitárias destinadas à contenção da Covid-19 e enfrentamento do estado de calamidade pública (…) constarão de normas estaduais específicas”. Até o momento, nenhuma nova medida foi anunciada pelo Governo.

A publicação é a renovação do estado de calamidade que vem sendo declarado desde o início da pandemia, em 19 de março de 2020. Como eles têm validade, têm que ser declarados todos os anos enquanto a crise persistir.

De acordo com o Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgado na quarta-feira (5), 30% dos leitos de UTI exclusivos para Covid-19 na Grande Ilha estão ocupados. Em Imperatriz, o número sobe para 53,33% e, nas demais regiões, 35%. No mesmo dia, 224 novos casos foram diagnosticados no estado.

Bqaixe o Decreto clicando aqui.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *