08/12/2021

Após se despedir do Crato, Dom Gilberto Pastana assume a Arquidiocese de São Luís/MA

Ocorreu neste domingo, 18, a Missa de Acolhida do novo arcebispo da Arquidiocese de São Luís, dom Gilberto Pastana. O rito da posse ocorreu na Catedral da Sé (Centro), por volta das 16h30. Na sequência, o novo arcebispo seguiu para o Parque São João Paulo II (no Aterro do Bacanga), local onde ocorreu a celebração com a presença de bispos e representantes do clero do Maranhão, Ceará e Pará, familiares de dom Gilberto, autoridades, e membros de paróquias e comunidades.

“É uma alegria muito grande voltar ao Maranhão e à Arquidiocese de São Luís”, celebra dom Gilberto Pastana. Entre os anos de 2005 a 2016, foi bispo da Diocese de Imperatriz e nos últimos anos esteve à frente da Diocese de Crato (CE). Ao ser perguntado sobre o sentimento nesse momento, respondeu que “há uma alegria, por todo o acolhimento que estão fazendo para com a minha pessoa e, ao mesmo tempo, um sentimento de compromisso com a missão e com o mandato que Jesus nos dá”, revela dom Gilberto Pastana.

A Missa de Acolhida é histórica: a posse de um novo arcebispo se configura como um grande momento na Arquidiocese, por isso mobiliza tantos setores da Igreja. O antecessor de dom Gilberto, dom José Belisário foi o sétimo arcebispo e teve uma jornada de mais de 15 anos na missão do Senhor. Agora arcebispo emérito de São Luís revela o sentimento nesta jornada daqui em diante: “Há uma certa tristeza porque tenho que terminar e me ausentar, mas sou muito grato a Deus, às pessoas e feliz com a nomeação de dom Gilberto Pastana”, afirma dom Belisário.

Dom Gilberto Pastana

Além disso, a celebração também contou com a presença de autoridades como o prefeito Eduardo Braide e o governador Flávio Dino. “São Luís recebe de braços abertos dom Gilberto Pastana.”, conta o prefeito. E continua, “nosso sentimento é de que juntos possamos colocar em prática mais do que falar a palavra, mas viver a palavra de Jesus, e a principal lição que ele nos deixou é: amar ao próximo como a nós mesmos”.

Transmissão e homenagem

“Pensamos que ele dará continuidade ao trabalho de dom José Belisário; de comunhão, fraternidade e evangelização para que Jesus Cristo seja sempre mais conhecido, amado e seguido”, relatou Donata Azzini da Congregação das Irmãs Farina.

A transmissão ao vivo ficou por conta dos canais oficiais da Arquidiocese: TV Nazaré / Fundel São Luís (canal aberto 43.1), YouTube da Arquidiocese de São Luís e Rádio Educadora AM 560. Além disso, alguns veículos de comunicação de outros estados também retransmitiram o sinal da celebração: rádios Rural de Santarém-PA (710 AM); Padre Cícero de Juazeiro do Norte-CE (104,5 FM), Educativa de Coroatá-MA (106,3 FM) e Educadora de Crato-CE (102.1 FM); a TV Nazaré / Encontro Santarém-PA (canal 26.1).

Em decorrência da pandemia da Covid-19, a missa foi restrita para seguir as normas sanitárias e comportou um público bem abaixo da capacidade. Estavam presentes apenas convidados do clero do Maranhão, Ceará e Pará, representantes das paróquias e comunidades com senhas e algumas autoridades civis.

Uma homenagem às vítimas da Covid-19 também foi prestada durante a celebração. Na capela, foi realizada uma projeção dos nomes e rostos de algumas vítimas que faleceram da doença, incluindo os padres José Bráulio Sousa Ayres e João Dias Rezende Filho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desculpe, mas você não pode copiar o conteúdo desta página.