23/10/2021

Atriz passa mal e Cora desaparece misteriosamente de Império; veja o que ela teve

Império está sendo reprisada na Globo e teve sua primeira exibição e 2014. Na época, Drica Moraes interpretava a vilã Cora e estava acabando de se recuperar de um câncer. Por esse motivo, a veterana precisou se ausentar em diversos momentos da novela, até chegar o dia de sair em definitivo da trama de Aguinaldo Silva.

Rádio Aquárius – Teletemas
Rádio Executiva – Flash Back
Rádio Regional – Forró & Cia

No meio da trama, Cora sumiu repentinamente da novela e isso gerou muitos boatos na época. Em novembro de 2014, Drica Moraes passou mal nos estúdios e precisou ser socorrida às pressas. Para não deixar o sumiço sem sentido, Aguinaldo adaptou o desaparecimento dela na novela.

Nos próximos capítulos, Cora irá desaparecer deixando Cristina (Leandra Leal) e Elivaldo (Rafael Losso) sem saber o que aconteceu com a tia. A megera deixará um bilhete para a sobrinha alegando que poderia estar em perigo. A loira, claro, ficará aflita porque a tia sumiu sem nem ao menos levar os documentos.

Cora passará noite fora e no dia seguinte continuará desaparecida. Cristina pensará em acionar a polícia sobre o desaparecimento da tia, mas será convencida por Xana (Airton Graça) e o irmão a esperar mais um pouco. “ai querer passar vergonha na frente dos homens da lei? Eles ali, bem no meio da sua sala, colhendo informações de um sequestro, um desaparecimento ou sei lá o quê… e sua tia entra com um sorriso de lado a lado, toda suspirosa?”, comentará Xana.

“Pior, né? Melhor não arriscar. Se até amanhã à noite, quando completar 24 horas, ela não aparecer, aí sim eu aciono a polícia. E depois ela diz no bilhete que está em perigo, mas ao mesmo tempo fala para gente não se preocupar, que já foi procurar ajuda”, sentenciará Cristina.

Quem é Drica Moraes

Adriana Moraes Rêgo Reis é o nome verdadeiro da atriz Drica Moraes, que nasceu em 29 de julho de 1969, no Rio de Janeiro (RJ).

Ela começou a carreira no teatro aos 13 anos, em 1983, emendando diversas peças na década de 1980.

Drica Moraes e Lauro Corona

O início na televisão veio em 1986, em episódio da série Tele Tema, da Globo. A primeira novela foi Top Model (1989), quando viveu a empregada Cida.

Depois disso, esteve em Lua Cheia de Amor (1990), Confissões de Adolescente (1994) e Quatro por Quatro (1994).

O reconhecimento nacional veio em 1996, quando viveu Violante em Xica da Silva, na Manchete.

Drica interpretando u Violante em Xica da Silva, na Manchete

Depois disso, voltou para a Globo e foi alçada ao posto de protagonista, vivendo a governanta Madalena em Era uma Vez (1998), atualmente em exibição no canal Viva.

Cláudio Marzo e Drica Moraes

A atriz seguiu em papeis de destaques em tramas como O Cravo e a Rosa (2000), Desejos de Mulher (2002), Chocolate com Pimenta (2003), Alma Gêmea (2005) e Pé na Jaca (2006). Ainda esteve no remake de Ti Ti Ti (2010) e Guerra dos Sexos (2012), além de algumas minisséries e séries globais.

Até o momento, as duas últimas novelas da atriz foram Império (2014), quando ela viveu Cora e teve que se afastar da trama por problemas de saúde, e Verdades Secretas (2015).

Depois disso, participou de Justiça (2016), Valentins (2017), A Fórmula (2017), Mister Brau (2018), Sob Pressão (desde 2019) e Amor e Sorte (2020).

Drica em cena de Sob Pressão

Na vida pessoal, esteve junto com o diretor Régis Farias entre 1994 e 2003, o produtor cultural Raul Schmidt nos anos 2000 e, desde 2010, o médico homeopata Fernando Pitanga.

Mesmo após várias tentativas e tratamentos, a atriz não conseguiu ter um filho, sofrendo um aborto espontâneo em 1998, o que gerou-lhe depressão. Em 2009, após muita luta, conseguiu adotar um bebê de três dias de vida, a quem chamou de Mateus, realizando o sonho de ser mãe.

Mateus e Drica

A atriz também sofreu com problemas de saúde. Em fevereiro de 2010, foi diagnosticada com leucemia mieloide aguda. Após a quimioterapia e uma grande campanha na internet e na TV, ela conseguiu um doador de medula. Ela atua em campanhas em prol da causa até hoje.

Em 2014, quando foi afastada de Império, oficialmente por faringite, o público cogitou que o câncer teria voltado, o que foi desmentido pela atriz.

Drica em tratamento

Por causa da doença, mesmo curada, ela conta com acompanhamento médico para sempre, para evitar seu retorno.

Integrante do grupo de risco, ela ficou dois meses isolada durante a pandemia no sítio da também atriz Fernanda Lima. “Este ano foi ano de reencontros, essa moça aí me acudiu, me acolheu, cuidou de mim e do meu filho no pior momento da pandemia, quando achei que fosse surtar dentro de casa, tendo que ser mãe, professora, faxineira e tudo mais”, declarou recentemente.

Drica em foto de 2020

“Muito obrigada a Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert, a todos os filhos queridos e à Suza, por dar carinho, proteção e natureza pra gente nesse ano tão duro! Que venha 2021 e a vacina pra gente se reencontrar com segurança! Todo amor do mundo pra vocês”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desculpe, mas você não pode copiar o conteúdo desta página.