27/11/2021

CUT convoca para o dia nacional de luta em 18 de agosto; Servidores Públicos vão entrar em greve

Confirmando a decisão de reunião, realizada no último 04/08, a Direção Executiva Nacional da CUT, está convocando todas as representações estaduais, ramos e sindicatos filiados a mobilizar suas bases para o Dia Nacional de Luta e Paralisações, no dia 18 de agosto próximo.

Segundo nota da entidadel, essa jornada de luta está sendo convocada pelo conjunto das centrais, a partir da iniciativa das entidades sindicais dos servidores públicos municipais, estaduais e federais que organizaram a greve contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 32, da reforma Administrativa pautada no Congresso Nacional.

A CUT enfatiza que essa mobilização deve ser do conjunto da classe trabalhadora, diretamente atingida pelo desmonte dos serviços públicos pretendido pelo governo Bolsonaro e contra os ataques aos direitos trabalhistas previstos na Medida Provisória (MP) nº 1045, que retoma a “carteira verde-amarela” e avança na precarização total das relações de trabalho.

O governo Bolsonaro e seu ministro da Economia, Paulo  Guedes, tratam a classe trabalhadora dos setores público e privado, do campo e da cidade, como seus inimigos. Ao mesmo tempo multiplicam benesses aos grandes empresários e se negam a taxar os mais ricos, enquanto o desemprego explode, a fome bate às portas do povo e os preços dos alimentos disparam. Um governo que é diretamente responsável por mais de 560 mil mortes pela Covid-19 por sua negação em combater a pandemia e ainda promoveu negociatas do Ministério da Saúde na compra de vacinas, como vem sendo revelado pela CPI em curso no Senado” prossegue a nota.

Em outro ponto da nota, CUT diz que “ao lado das frentes Brasil Popular e Povo sem Medo, das demais centrais sindicais e entidades da sociedade civil, participa da Campanha Fora Bolsonaro; apoiou e convocou as quatro grandes jornadas de mobilização nacional que levaram centenas de milhares de pessoas às ruas nos quatro cantos do país e desde já, está engajados na próxima mobilização convocada para 7 de setembro“.

Complementando, a CUT diz que “agora é a hora da classe trabalhadora mostrar a sua força e entrar em cena na defesa dos seus direitos, dos serviços públicos e contra as privatizações – como a dos Correios que está para ser votada na Câmara dos Deputados. Esse momento é o Dia Nacional de Luta e Paralisações de 18 de agosto”!

A reunião definiu por “convocar todo o movimento sindical CUTista a preparar, desde já, com visitas aos locais de trabalho, assembleias e plenárias, a mais ampla participação da classe trabalhadora nas greves, paralisações e manifestações de 18 de agosto“.

Pautas

– Derrotar a PEC 32, em defesa dos Serviços Públicos!

– Não à MP 1045 que ataca todos os nossos direitos trabalhistas!

– Não às privatizações, em defesa do nosso patrimônio público!

– Viva a luta da classe trabalhadora pelo fim do governo Bolsonaro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desculpe, mas você não pode copiar o conteúdo desta página.