22/10/2021

MPF processa Abraham Weintraub por ofensas contra universidades

O Ministério Público Federal processa o ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, por improbidade administrativa. Weintraub é acusado de atentar contra princípios da administração pública como moralidade, honestidade e lealdade às instituições. Ele afirmou, em sua gestão, que universidades públicas praticam “balbúrdia, arruaça”, além de apontar a existência de uma “cracolândia”.

O ex-ministro pode ter os direitos políticos suspensos e ainda pagar multa, se condenado.

As afirmações de Weintraub podem prejudicar investimentos em pesquisas, segundo o MPF. Na peça enviada à 3ª Vara de Justiça Federal, o MPF relata ainda que os mesmos investidores podem retirar bolsas e as falas podem manchar a reputação das instituições. Pelas declarações terem sido feitas pelo ex-ministro, elas teriam peso maior ainda.

O MPF, em seu relatório, ainda justifica o processo dizendo que, ao ocupar um cargo de tão alto nível, é preciso reconhecer que quaisquer pronunciamentos não são inocentes e geram graves consequências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desculpe, mas você não pode copiar o conteúdo desta página.