27/11/2021

Nise Yamaguchi fez ao menos 13 viagens em um ano para Brasília

Documentos enviados pela Latam à CPI da Covid e obtidos com exclusividade pela Rádio CBN mostram que a oncologista Nise Yamaguchi esteve ao menos 13 vezes em Brasília, entre maio de 2020 e maio de 2021. A Comissão quer descobrir se a médica, defensora da cloroquina e do tratamento precoce, pagou as viagens de seu próprio bolso ou se recebeu algum patrocínio.

Nossas Rádios

Chamou a atenção de senadores o fato de boa parte das passagens aéreas ter sido paga em dinheiro vivo. Foi o que aconteceu em oito viagens, sendo sete intermediadas por agências de turismo e uma paga diretamente à Latam. O valor total pago em dinheiro é de pouco mais de R$ 16 mil.

Uma das viagens listadas pela Latam, no dia 30 de setembro de 2020, foi paga pelo governo federal. Segundo o Portal da Transparência, o Ministério da Saúde desembolsou mais de R$ 3 mil para que a médica viesse a Brasília gravar um vídeo sobre tratamento precoce.

Ela também participaria de um evento alusivo ao “Dia Nacional da Conscientização para o Cuidado Precoce” que acabou adiado em meio às críticas e a médica antecipou a volta para São Paulo em um dia.

Em depoimento à CPI da Covid, Nise Yamaguchi disse que o governo federal só pagou uma viagem dela à Brasília, para uma aula sobre imunologia. Nise Yamaguchi é investigada pela CPI da Covid por integrar um suposto gabinete paralelo, que orientava o presidente Jair Bolsonaro no enfrentamento à pandemia.

A oncologista nega a existência do aconselhamento paralelo, mas confirmou aos senadores que se reuniu com o presidente e integrantes do Ministério da Saúde para defender o tratamento precoce, com medicamentos sem eficácia para a Covid.

A CPI ainda espera os dados das companhias aéreas Azul e Gol sobre as viagens da médica. A CBN tentou contato com Nise Yamaguchi, mas não obteve retorno até o fechamento da reportagem.

*Com informaçõesda Rádio CBN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desculpe, mas você não pode copiar o conteúdo desta página.