24/10/2021

“O esquema cearense”: Ciro tem penhorado R$ 17,4 mil para pagar jornalistas que revelaram esquema de extorsão

A Justiça de São Paulo determinou a penhora de R$ 17,4 mil de Ciro Gomes (PDT). A decisão foi tomada em decorrência de um processo por danos morais movido pelo ex-governador do Ceará contra a revista “Veja” e os jornalistas Nonato Viegas e Hugo Marques. A informação é do colunista Rogério Gentile e foi publicada no UOL nesta quarta-feira (19).

Ciro perdeu a ação e foi condenado a pagar R$ 13,1 mil em honorários aos advogados dos jornalistas. Como não fez o pagamento, a Justiça estabeleceu uma multa e determinou a penhora.

Em tempo

O processo foi movido por Ciro em razão da reportagem “O esquema cearense”, publicada nas eleições de 2018. O texto dizia que a Procuradoria da República apurava a existência de um esquema de extorsão contra empresários do Estado e afirmava que um ex-tesoureiro do Pros (Niomar Calazans) implicava Ciro no caso.

Na reportagem, Niomar dizia que o esquema era utilizado para financiar campanhas eleitorais e que Ciro e seu irmão Cid Gomes haviam comprado por R$ 2 milhões o controle do partido no Ceará durante as eleições de 2014.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desculpe, mas você não pode copiar o conteúdo desta página.