22/10/2021

Renan: Bolsonaro é ‘lobista de cloroquina’ e quer ‘assassinato em massa’

Relator da CPI da COVID, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) usou suas redes sociais para disparar contra a decisão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de orientar o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, a desobrigar a usar máscaras quem já foi vacinado ou infectado pela COVID-19.

Nossas Rádios

Um dos principais críticos da conduta do presidente, Calheiros comparou Bolsonaro ao líder religioso americano Jim Jones, que se tornou conhecido pelo suicídio em massa de mais de 900 integrantes de sua igreja na Guiana, em 1978.

“Logo que foi descoberta sua atividade de lobista de cloroquina, o presidente muda o assunto e declara guerra à máscara. Quer o Brasil exposto ao vírus”, publicou o senador. 

“Temos um Jim Jones na presidência. A diferença é que o louco americano induziu ao suicídio, e o brasileiro quer também o assassinato em massa”, completou.

Bolsonaro afirmou na transmissão dessa quinta-feira (10/6) que fez o pedido ao ministro para abolir as máscaras, porque “não pode viver numa pressão a vida toda”. 

A medida é muito criticada pelas autoridades de saúde, que aconselham a manutenção do utensílio enquanto pelo menos 80% da população foi imunizada com as duas doses. Marcelo Queiroga disse que a hipótese do presidente ainda está em estudo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desculpe, mas você não pode copiar o conteúdo desta página.