23/10/2021

São Luís: Justiça determina que câmara de vereadores terá que exonerar servidores contratados sem concurso

A Justiça do Maranhão proferiu mais uma decisão a favor dos aprovados no concurso da Câmara Municipal de São Luís. Em decisão proferida na última sexta-feira (28) refere-se ao certame realizado em 2019 e tem vigência até o início do mês de julho.

Em nova ação do Ministério Público, o juiz da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, Cristiano Simas de Sousa, determinou que o presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Osmar Filho (PDT), apresente, no prazo de 30 dias, o efetivo cumprimento dos termos da sentença sob pena de incidência de medidas de força a serem arbitradas pelo magistrado.

A decisão, que vem pressionando o Parlamento Municipal a cumprir todos os itens e prazos do edital do certame desde muito antes da atual gestão, determina também que o gestor da Casa comprove a imediata exoneração dos servidores contratados irregularmente sem concurso após 05/10/1998, ou seja, que não estão amparados pela Constituição Federal.

 Além disto, é necessário que a Câmara apresente uma listagem completa de todos os servidores exonerados, inclusive com ato de publicação oficial, e promove a imediata nomeação dos candidatos restantes que integram o Cadastro Reserva – ao que parece restam 32 – até completar o total de 114.

A presidência da Casa vem tentando entrar em acordo com o MP para o cumprimento da decisão de forma assertiva e obedecendo os prazos determinados. Mesmo em pleno período de pandemia, com essa nova determinação, uma possível demissão em massa não está descartada.

*Com informações do portal Imirante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desculpe, mas você não pode copiar o conteúdo desta página.