24/10/2021

Unileão adere à campanha do Julho Verde e alerta sobre a prevenção do câncer de cabeça e pescoço

O Dia Mundial de Conscientização e Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço é celebrado no dia 27 de julho. É por isso que, durante todo o mês de julho, várias organizações buscam, por meio da campanha nacional Julho Verde, alertar e informar a população para a prevenção dos tumores de cabeça e pescoço. Em apoio à campanha, o Centro Universitário Doutor Leão Sampaio (Unileão) chama a atenção de toda a comunidade para a importância do diagnóstico precoce e para o combate à doença.

Os tumores de cabeça e pescoço atingem boca, língua, palato duro (céu da boca), gengivas, bochechas, amígdalas, faringe, laringe, esôfago cervical e tireoide, tendo como principais fatores de risco o tabagismo, o consumo de álcool, as infecções por papilomavírus humano (HPV), bem como a exposição prolongada ao sol.

Confira os principais fatores de risco da doença:

  • Fumar (charuto, cachimbo, cigarro ou narguilé);
  • Exposição prolongada ao sol;
  • Cometer abuso vocal;
  • Infecções por papilomavírus humano (HPV);
  • Ingerir bebidas alcoólicas e destilados diariamente.

O diagnóstico precoce das lesões iniciais é fundamental para garantir a cura do câncer da cabeça e pescoço. Um dos principais problemas para o tratamento é a detecção tardia da doença, que ocorre em 60% dos casos, podendo deixar sequelas no paciente. Dessa forma, é importante ter atenção aos sinais e sintomas que podem aparecer com o desenvolvimento da doença.

Conheça os principais sintomas da doença:

  • Lesões na cavidade oral ou nos lábios que não cicatrizam por mais de 15 dias;
  • Manchas/placas vermelhas ou esbranquiçadas na língua, gengivas, palato (céu da boca) e mucosa jugal (bochecha);
  • Nódulos (caroços) no pescoço;
  • Mudança na voz e rouquidão persistente;
  • Dificuldade na mastigação e na deglutição;
  • Dificuldade na fala;
  • Sensação de que há algo preso na garganta.

Cirurgiões-dentistas na prevenção e no diagnóstico do câncer de cabeça e pescoço

De acordo com o professor do curso de Odontologia da Unileão Jadson Lima, cirurgiões-dentistas são profissionais que atuam em intervalos temporais na assistência coletiva e individual, tornando essa rotina e esse contato com os pacientes uma ferramenta-chave na percepção de alterações que possam significar neoplasias na cabeça e pescoço. Esses profissionais auxiliam no diagnóstico de forma clínica e precoce e promovem a prevenção ao orientar o autoexame para os pacientes.

Na clínica-escola de Odontologia da Unileão, durante o primeiro exame de cada paciente, ocorre o detalhamento de suas características físicas e uma busca no seu histórico familiar e médico. Assim, ao longo dos atendimentos, é possível diagnosticar quaisquer alterações dos padrões de normalidade de forma precoce. Para os casos de verificação, também são realizados no local os exames de biópsia e pesquisa direta compatível com a condição clínica dos indivíduos. Para mais informações sobre o agendamento de exames no local, os interessados podem entrar em contato pelo telefone (88) 2101-1046.

Como se prevenir:

  • Mantenha a saúde bucal por meio de uma boa escovação, do uso de próteses bem ajustadas e indo ao dentista regularmente;
  • Use preservativo na prática do sexo oral;
  • Use proteção solar (protetor, boné, chapéu);
  • Tenha uma alimentação balanceada com frutas, verduras e legumes.

Dados

Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de cabeça e pescoço é responsável por cerca de dez mil mortes por ano no Brasil, além de somar aproximadamente 43 mil novos casos anuais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desculpe, mas você não pode copiar o conteúdo desta página.