23/10/2021

Unileão adere ao Maio Amarelo e incentiva a segurança e o respeito no trânsito

A campanha Maio Amarelo visa conscientizar a população para a prevenção aos acidentes de trânsito e o Centro Universitário Doutor Leão Sampaio (Unileão) apoia a iniciativa, chamando a atenção da comunidade acadêmica e caririense para o alto índice de mortos e feridos no trânsito em todo o mundo. A marca da iniciativa, o laço na cor amarela, simboliza a atenção que deve acompanhar os condutores no trânsito.

O tema definido pela campanha para o ano de 2021 é “Respeito e Responsabilidade: Pratique no Trânsito”. A iniciativa desse ano pretende fazer as pessoas refletirem sobre as suas condutas no trânsito, não somente na direção, mas em conflitos que podem acontecer após ofensas e demonstrações de intolerância.

Dados

De acordo com dados do Relatório Anual do DPVAT em 2020, o trânsito brasileiro apresenta uma situação preocupante. No ano passado, foram pagas 310.710 indenizações, sendo os motoristas as principais vítimas. Do total de indenizações, 41% foi destinado a passageiros e pedestres, que se acidentaram ou morreram por acidentes envolvendo carros, motos, ônibus ou caminhões em ruas, estradas e rodovias do país.

Sequelas causadas por acidentes

O professor do curso de Fisioterapia da Unileão Thiago Batista explica que os acidentes provocados no trânsito implicam diretamente em sequelas relevantes para as vítimas. Fisicamente, os acidentes podem causar: fraturas expostas graves com riscos de infecções; traumas da coluna vertebral com riscos importantes para lesões medulares e consequente perda da movimentação dos membros; e problemas ortopédicos comuns que podem ser ocasionados pelo período de internação ou pelo dano estrutural promovido nos acidentes.

“Isso implica diretamente na função do acidentado como, por exemplo, as rigidezes articulares, artroses, tendinites e perdas de força muscular consideráveis. Além disso, outros problemas que são percebidos a longo prazo como medo, ansiedade e depressão”, completa o docente.

Papel dos fisioterapeutas na recuperação de acidentados

O docente da Unileão ressalta a importância dos fisioterapeutas serem inseridos em todo o processo de recuperação de acidentados no ambiente hospitalar, ambulatorial e domiciliar.

“Estamos tratando de um paciente que, muito provavelmente, passou por um trauma de grandes proporções e deverá ser bem assistido por profissionais no ambiente de internação. Assim, fisioterapeutas hospitalares se fazem necessários para a garantia de uma boa capacidade cardiorrespiratória do paciente politraumatizado e, ainda, contribuem para que as sequelas, que já são esperadas, sejam consideravelmente reduzidas para dar possibilidade de melhor recuperação física após a alta hospitalar”, analisa o prof. Thiago Batista.

Outro aspecto importante de fisioterapeutas inseridos nesse contexto está na reabilitação física, uma vez que os pacientes que se envolveram em acidentes de trânsito muitas vezes apresentam inibições musculares importantes e prejudiciais, comprometendo drasticamente o retorno às atividades normais da vida cotidiana ou no trabalho.

Colabore para um trânsito mais seguro:

  • Não use o celular enquanto dirige: a distração é um dos principais fatores de risco para quem está ao volante;
  • Respeite as vagas reservadas para idosos e pessoas com deficiência, a gentileza melhora a convivência no trânsito;
  • Não ande na contramão, respeite a sinalização;
  • Motociclistas devem estar sempre de capacete no trânsito;
  • Respeite os limites de velocidade;
  • Todos os ocupantes de carros, ônibus e outros veículos de transporte coletivo devem usar o cinto de segurança quando disponível;
  • Pedestre deve ser sempre respeitado;
  • Não dirija sob o efeito de álcool ou qualquer outra droga que altere o estado de consciência ou reduza os reflexos e a atenção no trânsito;
  • Dirigir cansado ou com sono é tão perigoso quanto dirigir alcoolizado. Descanse antes de pegar a estrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desculpe, mas você não pode copiar o conteúdo desta página.