23/10/2021

Vídeo compara reação de Bolsonaro e outros presidentes em tragédias

Um vídeo que viralizou nas redes sociais, nessa segunda-feira (21/6), mostra as diferentes posturas dos presidentes do Brasil diante de tragédias.

Nas imagens, é possível ver Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Dilma Rousseff (PT), Michel Temer (MDB) e Jair Bolsonaro (sem partido) falando sobre diferentes situações.

Enquanto todos lamentam as tragédias e relembram as vidas perdidas, o atual presidente é o único a ter uma postura rígida diante uma calamidade.

Em 1996, Fernando Henrique Cardoso lamentou o acidente do Fokker 100 da TAM, que deixou 99 mortos. Nas imagens, FHC diz ter “um sentimento de profundo pesar e consternação” pelas vidas perdidas.

Em 2007, Lula se pronunciou sobre o acidente em Congonhas, que vitimou 199 pessoas. O petista afirmou que faria o máximo para “aliviar a dor irreparável” dos familiares dos mortos.

Em 2013, Dilma Rousseff chorou e prometeu mobilizar “todos os esforços em prol das famílias” dos mortos na Boate Kiss.

Em 2016, Michel Temer expressou sua tristeza pelas 71 vítimas.

Em 2021, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) adotou falas negacionistas chamando a COVID-19 de “gripezinha” e questionando as mortes, com a pergunta “e dai?”.

Mais cedo, na manhã dessa segunda-feira (21/6), o presidente mandou uma repórter da TV Vanguarda, afiliada da TV Globo, calar a boca ao ser questionado sobre a utilização de máscaras em Guaratinguetá, São Paulo.

No sábado (19/6), o Brasil bateu a marca de mais de 500 mil mortos por COVID-19. Milhares de pessoas saíram nas ruas para pedir mais vacinas e o impeachment de Jair Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desculpe, mas você não pode copiar o conteúdo desta página.