22/10/2021

Vídeo: Sampaio Corrêa vence o Remo em pleno Baenão e segue no G4 da Série B

Em situações opostas no Campeonato Brasileiro da Série B, Remo e Sampaio Corrêa mediram forças na noite desta terça-feira, pela 8ª rodada, no estádio Baenão, em Belém. Após um primeiro tempo morno e sem gols, Jefinho, já na reta final da segunda etapa, em cobrança de pênalti, e Romarinho, já nos acréscimos, selaram a vitória do time maranhense por 2 a 0.

Nossas Rádios

Com o resultado, a Bolívia Querida chegou aos 15 pontos pulando para a 3ª colocação. Já o Leão, por conta do revés em casa, acabou caindo para o Z4, na 17ª posição com seus 7 pontos.

Remo inicia pressionando

Jogando em seus domínios, a equipe do Remo não queria saber de dar espaços ao time do Sampaio Corrêa nos primeiros movimentos. Sendo assim, até meados dos 10 minutos, chegou a assustar com Igor Fernandes e Erick Flores, dando trabalho ao sistema defensivo rival.

Jogo intenso

Com o decorrer do tempo, o panorama do confronto passou a ficar bastante equilibrado. Percebendo os espaços, ambos os times não queriam levar o empate parcial sem gols para os vestiários e aos 21 minutos, Igor Fernandes até teve a chance de fazer o primeiro para o Leão, mas a bola acabou passando em frente ao gol contando com um desvio de Paulo Sérgio.

Por outro lado, o Tubarão não deixou barato e foi pra cima também. Sua melhor chance aconteceu aos 28 minutos, quando Jean Silva, em um chute que tinha endereço certo, forçou o goleiro Vinícius a fazer uma grande defesa mandando para escanteio, porém não marcado pelo árbitro que deu apenas tiro de meta.

Remo tentou  ofensiva

No retorno para a etapa final, ambos técnicos promoveram trocas em suas equipes. Por um lado, Felipe Surian mudou seu meio-campo tirando Eloir, com uma entorse no joelho, para colocar em seu lugar Betinho, enquanto Paulo Bonamigo visou a parte técnica tirando o volante Anderson Uchôa para colocar em seu lugar o atacante Rafinha.

Feitas as substituições, a equipe mandante pareceu ter voltado com mais vontade. Até meados dos 10 minutos, passou a criar jogadas ofensivas como as de Felipe Gedoz e Renan Gorne, obrigando novamente o treinador do Tubarão a recorrer novamente para seus suplentes, porém desta vez mudando a dupla de atacantes Ciel e Pimentinha, colocando Jefinho e Romarinho, respectivamente.

Mesmo com Remo melhor, Tricolor tenta criar

Tentando equilibrar as coisas como na primeira etapa, o time maranhense até conseguiu chegar com certo perigo por duas vezes, sendo elas com Jean Silva e Paulo Sérgio, porém somente na finalização do atacante é que a defesa precisou trabalhar evitando o tento adversário.

Pênalti para o Tubarão

Mesmo com o Leão melhor em campo, o Sampaio não desistia de tentar encontrar seu tento. Até que aos 30 minutos, depois de uma penalidade marcada pelo árbitro Diego da Silva Castro, após Jefinho ser derrubado na área por Kevem, o próprio atacante, com muita tranquilidade, balançou a rede do goleiro Vinícius. Tubarão 1 a 0.

Remo, tudo ou nada

Atrás no placar e precisando da virada para tentar sair das últimas colocações, os jogadores do Remo passaram a formar uma verdadeira blitz próximo a grande área do rival. Porém, com a equipe de Felipe Surian totalmente fechada, o recuo passou a ser jogadas áreas na expectativa de surpreender o goleiro Mota.

Sem êxito nas bola pelo alto, o Leão ainda viu o rival marcar o segundo para selar de vez a vitória. Aos 45, Romarinho, após contra-ataque puxado por Ferreira, lançou para o atacante bater na saída do arqueiro do Remo, fechando a conta em 2 a 0, mantendo o time no G4 e, por tabela, colocando o Leão na zona do rebaixamento.

FICHA TÉCNICA

Remo x Sampaio Corrêa – 8ª Rodada – Série B

Estádio: Baenão, em Belém (PA)

Data: 29 de junho de 2021, às 21h30 (de Brasília)

Árbitro: Diego da Silva Castro (CBF-PI)

Assistentes: Mauro Cezar Evangelista de Sousa (CBF-PI) e Alisson Lima Damasceno (CBF-PI)

Cartões amarelos: Dioguinho e Felipe Gedoz (REM) / Eloir, Jean Silva e Jefinho (SAM)

Cartões vermelhos: –

GOL: Jefinho, 30’/2ºT; Romarinho, 45’/2ºT

SAMPAIO CORRÊA 

Mota; Luís Gustavo, Joécio, Paulo Sérgio e Zé Mário (Nilson Júnior, aos 48’/2ºT); Mauro Silva, Ferreira e Eloir (Betinho, no intervalo); Jean Silva, Pimentinha (Romarinho, aos 11’/2ºT) e Ciel (Jefinho, aos 12’/2ºT). 

(Técnico: Felipe Surian)

REMO 

Vinícius; Thiago Ennes, Romércio, Kevem e Igor Fernandes (Ronald, aos 35’/2ºT); Anderson Uchôa (Rafinha, no intervalo), Lucas Siqueira e Felipe Gedoz; Dioguinho , Renan Gorne (Edson Cariús, aos 22’/2ºT) e Erick Flores.

(Técnico: Paulo Bonamigo)

*Com informações do portal Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desculpe, mas você não pode copiar o conteúdo desta página.